top of page
  • Silvia Medeiros

1º de Maio destaca 15 pontos de interesse do trabalhador


Evento acontecerá na próxima segunda-feira, 1º de maio, no Largo da Alfândega, a partir das 14h. Na programação já estão confirmados os shows do grupo Africatarina, da cantora Joana Castanheira, do rapper Neggo Jhu e uma batalha de rap


Dia 1º de maio é celebrado o dia dos trabalhadores e trabalhadoras! Um dia marcado pelas lutas unificadas de toda classe trabalhadora. Os bancários se somam à toda população na busca de mais direitos e valorização.


A luta por um salário mínimo decente é uma bandeira forte neste 1º de maio, diante da alta inflação que tem corroído o poder de compra. Com o questionamento de um modelo econômico que não prejudique os trabalhadores, o debate sobre a redução da taxa de juros, também é um ponto importante de mudança, que trará condições melhores a todos.


O Sintrafi Floripa tem se somado às lutas dos demais trabalhadores e estará junto com as centrais sindicais na celebração desta data que tem neste ano o tema “Emprego, renda, direitos e democracia”. São mais de 15 reivindicações que tratam desde a política de valorização do salário mínimo até a regulamentação do trabalho por aplicativos e a defesa de empresas públicas.

  1. Fortalecimento da negociação coletiva. Por regras estáveis entre trabalhadores e patrões.

  2. Mais empregos e renda. Para o país crescer e a família do trabalhador viver com dignidade.

  3. Fim dos juros extorsivos. Pela retomada da produção e o bom funcionamento da economia.

  4. Valorização do salário-mínimo. Por maior poder de compra, mais consumo, mais produção e mais empregos.

  5. Direitos para todos e todas. A luta das centrais é por sindicalizados ou não.

  6. Convenção 156 da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Por igualdade de oportunidades para mulheres.

  7. Trabalho igual, salário igual. Contra a discriminação de gênero no universo do trabalho.

  8. Aposentadoria digna. Por direitos e garantias a quem já dedicou a vida ao trabalho.

  9. Valorização da servidora e do servidor público. Em defesa de quem garante serviços essenciais aos brasileiros.

  10. Regulamentação do trabalho por aplicativos. Pelos direitos trabalhistas dos profissionais que atuam via plataformas digitais.

  11. Defesa das empresas públicas. Basta de vender o patrimônio do Brasil.

  12. Revogação dos marcos regressivos da legislação trabalhista. Contra a precarização imposta pela Reforma de 2017.

  13. Fortalecimento da democracia. Pela derrota completa do atraso político no país.

  14. Revogação do novo ensino médio. Por uma educação que não desqualifique ou prejudique os estudantes.

  15. Desenvolvimento sustentável com geração de emprego de qualidade. Por uma vida saudável a todos.

0 visualização0 comentário
bottom of page