top of page
  • Foto do escritorWilFran Canaris

1° de maio em defesa da vida

A data foi estabelecida no ano de 1889 para celebrar, em todo o mundo, o Dia do Trabalho, numa homenagem aos operários assassinados numa greve, dois anos antes, na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, que lutavam pela redução da jornada de trabalho de treze para oito horas. Passados 132 anos, para todos nós, o 1º de Maio representa o Dia Internacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras, dia dedicado à memória das lutas passadas para fortalecer as lutas do presente. Certamente, não são poucos os desafios para a classe trabalhadora em nosso país. Nos últimos anos, sofremos inúmeros retrocessos. Mesmo com toda a luta dos Sindicatos, o governo Temer conseguiu aprovar no Congresso uma reforma na legislação que reduziu drasticamente os direitos trabalhistas e ampliou vergonhosamente o poder dos patrões. O resultado, como sabemos, foi o crescimento brutal do desemprego no país e a precarização das condições de trabalho. Em 2019, já com Bolsonaro na presidência, o Congresso também aprovou a Reforma da Previdência, reduzindo benefícios e dificultando a aposentadoria de milhões de brasileiros, sob o aplauso da grande mídia e do mercado financeiro. Esse é o ponto que trazemos para a reflexão neste 1° de Maio. Para a grande mídia comercial, financiada principalmente pelo Sistema Financeiro, a luta dos trabalhadores e trabalhadoras precisa ser silenciada. A luta em defesa dos nossos direitos, nossos atos, nossas greves, nossas passeatas e manifestações jamais serão manchete nos jornais e noticiários de rádio e televisão. No momento em que enfrentamos a maior tragédia sanitária de nossa história, certamente a batalha da comunicação se apresenta como o grande desafio da classe trabalhadora. Em meio a normalização diária dos telejornais das mais de 400 mil vidas perdidas para a pandemia, a urgência de medidas efetivas que reduzam a contaminação e o número de vítimas se perdem entre as declarações estapafúrdias das ditas autoridades governamentais. Precisamos virar esse jogo. E para que isso aconteça, todos nós temos que assumir um compromisso com a informação que salva vidas, que orienta corretamente a população sobre as medidas protetivas e que mobiliza a sociedade em favor da imediata vacinação do povo brasileiro. E é com esse objetivo que estamos trabalhando para melhorar nossos canais de comunicação do Sindicato. Neste dia importante estamos apresentando a mudança do layout da nossa página, isso é apenas o começo. Há muito o que fazer, e nesse sentido, a participação da categoria é fundamental. Não apenas acessando nossa página e nossos informativos e repassando aos demais colegas nas suas redes sociais. Juntos, precisamos avançar no sentido de buscar uma linguagem que nos mobilize e nos aproxime ainda mais. Somente a interação e o diálogo nos permitirão definir conteúdos que reflitam a luta diária da categoria bancária e dos demais trabalhadores e trabalhadoras. Acesse a nossas redes sociais! E um feliz primeiro de maio, com muita saúde, pra todos e todas.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Коментарі


bottom of page