top of page
  • medeirossilvia

Bancários debatem Veto do Prefeito com Secretário da Casa Civil


Na expectativa de que a responsabilidade com a segurança da população prevaleça sobre os interesses dos bancos e que o prefeito Topázio vete o Projeto de Lei 18.459, dirigentes do Sintrafi Floripa estiveram reunidos nesta quinta-feira (30/11) com o Secretário da Casa Civil, Carlos Eduardo Mamute.


A reunião foi articulada pelo líder do governo na Câmara de Vereadores, Renato da Farmácia, que explicou ao Secretário Mamute como se deu a tramitação na casa legislativa e seu posicionamento contrário ao Projeto de Lei.


O Sintrafi manifestou mais uma vez a contradição das alterações propostas pela nova Lei, no momento em que a sociedade exige das autoridades medidas que reduzam os atuais níveis de insegurança em nossa cidade.


Conforme o PL, a partir da sua aprovação, os bancos poderão abrir suas unidades de negócio sem a obrigatoriedade de portas de segurança e vigilância em Florianópolis , colocando em risco a vida de bancários e clientes.


O Sindicato esclareceu ao Secretário e seus assessores que a retirada das portas é o primeiro passo para a implementação de um modelo de agências excludente e inseguro e que a redução de custos pretendida pelos bancos irá gerar desemprego, insegurança e a precarização no atendimento.


O Secretário Municipal assumiu o compromisso de analisar o projeto e debater a possibilidade de veto com o prefeito Topázio, informando que o PL já chegou ao gabinete do prefeito e está em análise. O próximo passo será a recepção de pareceres dos órgãos envolvidos e do sindicato dos trabalhadores para embasar a posição do prefeito.


O Sintrafi segue com uma forte campanha nas ruas, com outdoor, busdoor e chamadas nas rádios, cobrando a manutenção da segurança e o Veto do Prefeito Topázio! #VetaTopázio

16 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page