top of page
  • Foto do escritorWilFran Canaris

BB atende pedidos do movimento sindical e amplia trabalho remoto

Medidas incluem aumento do percentual de setores habilitados e de dias da semana em home office

Atendendo a reivindicação de pautas do movimento sindical, o Banco do Brasil ampliou os avanços no teletrabalho remoto institucional (TRI). A medida foi anunciada três dias após a mesa de negociações sobre o tema, que aconteceu na tarde de segunda-feira (13), com a Comissão de Empresa dos Funcionários do BB (CEBB). “A implementação do TRI é uma luta antiga das trabalhadoras e dos trabalhadores, vem bem antes da pandemia, quando passamos a reforçar a necessidade de implantar o home office. Então, esses avanços são uma conquista da categoria, do movimento sindical”, pontuou Fernanda Lopes, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) na CEBB. A empresa aprovou a ampliação de 30% para 50% o total da equipe que pode exercer simultaneamente suas atividades de modo remoto, nos prefixos habilitados, com possibilidade de reavaliação dentro do prazo dos próximos seis meses. Além disso, esse percentual está separado do teto de ausências físicas programadas, como férias e abonos. “O banco nos informou nesta quinta (16) que a implementação dessa medida será a partir do dia 21 de março”, destacou Fernanda Lopes. Outras novidades é a inclusão dos funcionários em nível gerencial, inicialmente, para um dia em trabalho remoto por semana e, para os demais habilitados, a ampliação da frequência do home office de dois para três dias na semana ou seu equivalente mensal. Foi aprovado ainda a ampliação de áreas habilitadas, incluindo escritórios, Centrais de Relacionamento do Banco do Brasil (CRBB) e Serviço de Atendimento ao Cliente (Sac) e outras áreas, após resultado de estudos. Segundo o banco, a implementação acontecerá no decorrer do semestre, considerando as características de trabalho de cada setor. Para o semestre, o banco também avalia a implementação de plataformas digitais remotas, além de espaços colaborativos internos (coworkings). “Esta proposta ajudaria pessoas a terem mais opções para trabalhar mais próximo de casa, principalmente nas grandes cidades e regiões metropolitanas, devido dificuldades de se locomover”, observou Fernanda. A representante dos trabalhadores destacou que “mães, pais e tutores com crianças de até 4 anos e empregadas e empregados com deficiência, têm prioridade no acesso ao teletrabalho, conforme legislação”.


Mudanças que iniciam a partir de 21 de março:

Para as Unidades já habilitadas:

Limites de funcionários e funcionárias em TRI

• As ausências programadas, como abonos e licença saúde, deixam de impactar o percentual de funcionários que podem atuar em TRI no prefixo; e

• A quantidade de bancários e bancárias que pode atuar em TRI simultaneamente aumenta de 30% para 50% do total da equipe.


Mudanças que iniciam ao longo do semestre:

TRI para unidades que ainda não foram habilitadas. O BB iniciará pilotos em outras unidades, considerando as características do trabalho e a viabilidade dele ser realizado remotamente.


Ainda para esse semestre, o banco segue com a avaliação para futura implementação de plataformas digitais remotas, além de espaços colaborativos internos (coworkings).


Mudanças previstas até o mês de maio:

• Inclusão de funcionárias e funcionários em nível gerencial, inicialmente, 1 dia em trabalho remoto por semana; e

• Ampliação da frequência do trabalho remoto híbrido de dois para três dias na semana ou seu equivalente mensal.

4 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page