top of page
  • Silvia Medeiros

Sintrafi realiza ato em protesto as demissões e fechamento de agência


Nesta quarta, 31 de maio, foi mais um dia de ação nas Agências do Bradesco. Em uma campanha nacional, o Sintrafi Floripa esteve no Bradesco da Felipe Schimitt, centro de Florianópolis e protestou contra as demissões de trabalhadores e fechamento de agências.

O banco lucrou em 2022, mais de 22 bilhões de reais, mas na contra mão desse desempenho financeiro, demitiu 1.276 trabalhadores, fechou 93 agências e 174 unidades de negócio. É uma vergonha e foi com essa # A vergonha continua Bradesco, que atos foram feitos por todo país.


“Quando o Bradesco fecha agências e diminui o número de funcionários, isso prejudica todos, tanto clientes como trabalhadores. Aos trabalhadores gera sobrecarga e esgotamento, aos clientes demora no atendimento”, explicou Carlos Wilson de Souza (Gijo), funcionário do Bradesco e dirigente do Sintrafi Floripa.


Em Florianópolis, o sindicato aproveitou o momento para conversar com os trabalhadores sobre o Projeto de Lei Municipal 18.459 que quer retirar as portas de segurança dos bancos. O sindicato reafirmou a sua luta pela segurança dos trabalhadores e clientes.


É o Sintrafi sempre presente na defesa dos direitos!

Comments


bottom of page