top of page

93% dos bancários(as) do Sintrafi aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional

O Sintrafi realizou sua primeira assembleia de forma híbrida na noite desta quinta-feira, 13. Na ocasião, a categoria teve a oportunidade de apreciar a minuta de reivindicações dos bancários, bem como tirar suas dúvidas com esclarecimentos da direção do sindicato de forma presencial no auditório da entidade. O evento também foi transmitido pelo canal do YouTube do Sintrafi.


Através da plataforma Votabem, 93% dos votos da categoria representada pelo Sintrafi aprovou, de forma on-line, a minuta de reivindicações que foi aprovada durante a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro. Assista a assembleia que foi transmitida ao vivo:


As propostas da minuta foram o resultado de uma série de discussões feitas em conferências estaduais e regionais, em todo o país, e também com base na Consulta Nacional da categoria que, neste ano, contou com a participação de 46.824 respondentes.


A próxima etapa da Campanha Nacional é a entrega da minuta à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que acontecerá na próxima terça-feira, 18. O presidente da entidade, Cleberson Pacheco Eichholz, explica que “após a entrega da minuta que será na semana que vem, iniciam as mesas de negociações com os bancos. Precisamos estar unidos e organizados para fortalecermos nossa luta pela garantia e ampliação de direitos durante as negociações.”


A seguir, os eixos da pauta de reivindicações aprovados na 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro:


- Aumento real de 5% (inflação + 5%), PLR maior e ampliação de direitos;

- Fim do assédio e dos instrumentos adoecedores na cobrança de metas;

- Representação de todos os trabalhadores do ramo financeiro;

- Defesa dos empregos, considerando os avanços tecnológicos no trabalho bancário;

- Redução da taxa de juros para induzir o crescimento econômico e geração de emprego e renda;

- Reforma tributária: tributar os super ricos e ampliar a isenção do IR na PLR;

- Fortalecimento das entidades sindicais e da negociação coletiva;

- Ampliação da sindicalização e

- Fortalecimento do debate sobre a importância das eleições de 2024 para a classe trabalhadora na defesa de seus direitos e da democracia: eleger candidatos e candidatas que tenham compromisso com as pautas dos trabalhadores.

53 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page