top of page

Banco do Brasil manda retirar proteção de acrílico e desagrada funcionários


Nesta sexta-feira, (16/6), as agências do Banco do Brasil receberam e-mail orientando a retirada da proteção de acrílico das mesas e guichês de caixa. A medida desagradou a maioria dos funcionários. Segundo informações, a orientação veio da DIPES, alegando que a proteção não é mais necessária devido ao fim da pandemia da Covid-19.


A proteção de acrílico foi instalada nas mesas de atendimento e guichês de caixa durante a pandemia de Coronavírus. Foi uma reivindicação dos bancários e uma conquista do movimento sindical na busca de proteção naquele momento difícil. Tal equipamento de proteção se mostrou eficiente não somente quanto às doenças, mas trouxe mais segurança física para os funcionários em possíveis tentativas de agressões ou investidas de mal feitores e oportunistas.


A Comissão de Empresa – CCEBB, que representa os funcionários junto à Direção do banco, tentou mediar a situação, mas não obteve muito sucesso até o momento. A luta é para suspender imediatamente a decisão de retirada da proteção de acrílico.


A Direção do Sintrafi Floripa repudia a decisão unilateral e inconsequente da Direção do BB. Especialmente a DIPES, que tem como função: “cuidar do que é valioso, as pessoas”, essa postura de retirada da proteção mostra-se desconectada com os anseios dos funcionários que estão nas agências e contribuem de forma efetiva com os resultados do banco.

É preciso respeitar os funcionários do Banco do Brasil! E isso não se faz com discurso!

7 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page