top of page
  • Silvia Medeiros

Comando orienta aceitação da proposta de PPR do Banrisul


Em reunião ampliada, na terça (18/7), o Comando Nacional dos Banrisulenses compreendeu como positiva a proposta de PPR negociada com a direção do Banco. A avaliação geral foi de que houve avanço em relação: ao texto original, apresentado pelo Banco no início das negociações; e ao documento acordado em 2022. A proposta será submetida a assembleias locais, no dia 26 de julho. Outro encaminhamento da reunião foi a realização de um Encontro dos Banrisulenses em setembro.


Os avanços apontados foram: isonomia entre plataformistas e caixas; retirada do termo “doença ocupacional” na cláusula que trata do pagamento da PPR para licenciados; manutenção da vigência de 1 ano para o acordo (o Banrisul havia proposto passar para 2 anos); reajuste do valor da gratificação de R$ 1.000 para R$ 1.200; redução da ROAE de 14% para 10,5% como gatilho para acionar o pagamento do bônus; aumento da gratificação dos ONs de 1 para 1,5. O programa será reajustado pelo índice das duas data base 8% + ( INPC + 0,5%).


Para Raquel Gil, diretora da Fetrafi-RS, o Comando trabalhou no sentido de não deixar que a direção do Banrisul retirasse o que já havia sido conquistado pelos(as) trabalhadores(as), como a renovação anual da PPR. “Não aceitamos pressão do Banco, que queria fechar o acordo a toque de caixa. Levamos a negociação com muita calma para que fosse possível chegar a um acordo que, além de garantir o que já havíamos acordado, trouxesse melhorias aos colegas”, frisou.


Sobre o longo processo de negociação, Ana Furquim, diretora da Fetrafi-RS, lembrou que na reta final, quando o Banco já havia posto que não poderia mais avançar, o grupo de negociadores do Comando conseguiu pressionar e conquistou melhorias para os ONs. “No momento que nos disseram que aquela era a última proposta, fomos firmes em dizer que como estava não seria aprovada em assembleia. Eles recuaram e apresentaram outra versão, com alguns avanços”, relatou.


Vencida essa etapa, Luciano Fetzner, presidente do SindBancários Porto Alegre e Região, ressaltou que há dois grandes desafios pela frente: o PCFS e as metas. “Há muita discussão para ser feita ainda sobre o PCFs, que cruza com questão das metas. São dois temas sobre os quais precisamos nos debruçar com muita cautela”, disse.


O Comando aprovou também a realização do Encontro Nacional dos Banrisulenses, em setembro, na semana do aniversário do Banrisul. Em breve, divulgaremos mais informações.


Aguardem!

bottom of page